Mulheres marcam cada vez mais presença na construção civil

Diferentemente do que acontecia nos anos anteriores, que eram marcados pela frágil presença feminina nas atividades tidas como “obrigatoriamente masculinas”, as mulheres têm conquistado cada vez mais espaço no mercado de trabalho. E um dos maiores reflexos desta novidade pode ser observado no segmento da construção civil.

De forma bastante intensa, as mulheres têm se destacado nos setores de acompanhamento, gestão e ações diretas com os trabalhadores que atuam nos setores de acabamento, pintura ou qualquer outra área em reformas e construções civis. A Construtora Costa Júnior acredita neste potencial feminino e, com esta postura, pretende humanizar cada vez mais esta função notoriamente marcada pela atuação masculina.

A presença da mulher na obra pode auxiliar em diversos processos: ao monitorar os trabalhos práticos dos pintores, carpinteiros e pedreiros, por exemplo, estas profissionais tendem a melhorar o trabalho proposto pela empresa. Leveza e tratamento diferenciado e igualitário são alguns dos adjetivos mais impactantes a respeito destas condutas.

A mulher na obra, então, tem conquistado um vantajoso espaço em um segmento repleto de tabus por conta da questão do gênero (e, em alguns casos, elas vêm substituíndo a presença masculina nos trabalhos braçais mais robustos). Para as atividades de arremate e acabamento, por exemplo, o perfil feminino é ainda mais indicado pelos especialistas e estudiosos da área – e está em constante crescimento.

Organização também é palavra-chave quando da atuação da mulher na obra. Atrelada a ela, as mulheres comumente possuem um perfil de detalhamento mais aprimorado que os homens. Isto faz com que as “dores do cliente” sejam compreendidas em plenitude e, desta forma, o mesmo tenha a solução adequada para o seu problema. Quando isto acontece, os resultados tendem a ser além das expectativas – no melhor dos sentidos.

Neste cenário, a Construtora Costa Júnior acredita no potencial feminino como sendo o ideal para exercer perfis de liderança, gestão e acompanhamento dos processos. Por todas estas condições, ouvir a declaração de que “lugar de mulher é no canteiro de obras” se tornou cada vez mais recorrente.

Desta forma, a instituição oferece trabalhos versáteis, diferenciados e funcionais ao usuário ou empresa que atende.   

Redator: Mateus Bassi